Dicas para tradutores: com que nuvem eu vou?

Translators101

Google Drive ou Dropbox?

Abril de 2021

Por: William Cassemiro

Neste artigo, vamos nos dedicar apenas a um dos principais fatores de decisão:

Os custos

Há muitas opções de armazenamento on-line disponíveis e, provavelmente, você já usa alguma delas. Para quem está o tempo todo trabalhando com arquivos, não há como deixar de aproveitar as facilidades que tais soluções oferecem. Neste artigo, vamos começar pelo que pode definir sua escolha inicial: o preço, mesmo sendo possível ter um bom armazenamento gratuitamente nestas soluções, é importante saber o custo para tomar a melhor decisão quando você precisar de mais espaço. Em breve, faremos outros artigos com dicas para você usar melhor a opção escolhida. Spoiler: em termos de custo, a melhor opção é o Google Drive.

Vamos calcular o custo de uma forma um pouco diferente do que a maioria das pessoas costuma fazer: vamos comparar o custo por MB que você usa, não pelo total de armazenamento oferecido pelas soluções. Para isso, vamos considerar somente os custos atuais do Dropbox e do Drive. Os valores serão arredondados para cima, quando falarmos de centavos. Também pensaremos estritamente no conjunto de arquivos ligados à tradução, ou seja, seus glossários, materiais de referência e memórias de tradução. O volume que consideramos para estes arquivos em nossos cálculos é de 100 MB. Não se preocupe, a conta é simples e você aprenderá a fazê-la para o tamanho de armazenamento que precisa durante nossa conversa.

 

Quanto mais, melhor?

Nem sempre. Pensando apenas no quesito velocidade, para que você quer um carro que pode chegar a 300 km/h, se na maioria das vias a velocidade limite raramente é acima dos 100 km/h? Toda esta potência necessária para levar o carro a uma alta velocidade estará subutilizada, mas o custo de manter o carrão não diminuirá se você nunca chegar a usar tudo o que ele oferece. ¯\_(ツ)_/¯

Com espaço de armazenamento podemos pensar da mesma forma: vale a pena pagar por 2 TB se o que uso são apenas 100 GB, ou seja, apenas 5% do que tenho disponível?

O Dropbox oferece 2 GB de armazenamento gratuito, e você pode aumentar este espaço com algumas ações e chegar a uma quantidade bem maior sem gastar nenhum centavo. 

O Google Drive oferece 15 GB de forma gratuita a qualquer conta de Gmail criada. O problema é que se você não tem o hábito de limpar seu Gmail, se você tira muitas fotos, grava muitos vídeos e configurou seu celular para mandar tudo isso direto para o Drive, pode ver seu espaço ser consumido rapidamente.

 

Nem só de letras vive o ser “de Humanas”. :-p

Bora calcular? Considerando a capacidade de armazenamento e o valor do plano mais barato do Drive e do Dropbox, convertido em dólares americanos, temos o seguinte:

Dropbox:

Capacidade: 2 TB (2.000 GB) 

Preço anual: USD 120,00

Google Drive:

Capacidade: 200 GB

Preço anual: USD 18,00

Em uma olhada rápida, você pode pensar: o Drive é mais caro, pois oferece um décimo de armazenagem por um valor bem maior do que um décimo do preço do Dropbox. Calma, gente. Vamos calcular um pouquinho mais. Vamos ao custo por 1 GB nas duas soluções:

Dropbox: 

USD 120,00 divididos por 2.000 GB nos dá que o custo por 1 GB é de USD 0,06

Drive:

USD 18,00 divididos por 200 GB nos dá o custo por 1 GB de USD 0,09

Ah, agora você pode estar pensando: mas William, você acaba de provar que o Drive custa 50% mais que o Dropbox! Sim, 1 GB de Drive custa bem mais que 1 GB de Dropbox. Então, por que neste artigo você sugere comprar o Drive? Vamos chegar lá no próximo cálculo.

Lembra da história do carro que pode chegar a 300 km/h? É agora que vamos chegar ao principal diferenciador em termos de custo:

Se você precisa de apenas 100 GB de armazenamento e tem um serviço de 2.000 GB, você não recebe um desconto pelo que não está usando. É uma capacidade ociosa, e onerosa. Vamos ver quanto você realmente paga por este desperdício.

Dropbox:

Com USD 120,00 divididos por 100 GB de uso efetivo, temos um custo de USD 1,20 por 1 GB..

Drive:

Com USD 18,00 divididos por 100 GB de uso efetivo, temos um custo de USD 0,18 por 1 GB.

Isso quer dizer que, se você não precisa de mais que 100 GB de espaço, a melhor opção, de longe, é ter um plano do Google Drive: o custo anual do Drive é mais de 6,5 VEZES MAIS BARATO que o do Dropbox! E ainda assim, você terá o dobro do espaço de que necessita, pois o plano mínimo do Drive oferece 200 GB.

Se você olhou agora para seu Dropbox e viu que tem um espaço enorme não utilizado, pode estar pensando: “Ah, mas mudar tudo que tenho lá para o Drive vai dar uma trabalheira! Vou continuar com ele mesmo.” E se eu te disser que a mudança é muito mais simples do que você imagina? 

 

Hora da dica de ferramenta!

Há até uns anos, trocar de um armazenamento em nuvem para outro era um trabalhão! Você tinha que baixar tudo de uma e subir tudo na outra. Isso consumia um tempo enorme, sem contar no uso enorme de sua banda de internet, o que normalmente levaria você a fazer isso à noite ou em um momento no qual não precisasse usar a rede para mais nada. Isso não é mais um problema. Hoje, você pode simplesmente fazer toda a transferência diretamente entre os serviços, sem precisar fazer nada além de conceder o acesso aos serviços envolvidos.

 

MultCloud, to the rescue!

Fiz essa operação há alguns meses, quando decidimos reunir todos os arquivos da Translators101 no Google Drive e facilitar nossa vida com automações e outros serviços que vamos discutir em outro artigo. A ferramenta que usei foi o MultCloud, um serviço simples, gratuito, rápido e que transferiu perfeitamente tudo o que tínhamos na conta do Dropbox para o Drive e com bastante eficiência. A hierarquia de pastas foi copiada perfeitamente, não ficou nada fora do lugar. Tudo a fazer é criar uma conta na plataforma, informar quais os serviços que terão os arquivos migrados e pronto. O resto é com ele.

 

Mais uma ferramenta!

Para agilizar o uso do Drive e colocar seus arquivos na nuvem sem precisar entrar no site, instale o app do Google Drive em seu computador. Tudo que você salvar será sincronizado automaticamente na nuvem e tudo o que estiver na nuvem ficará disponível em seu comutador rapidamente quando você precisar. O link para os apps para computadores e celulares estão aqui.

 

Espero ter ajudado você a decidir de forma mais consciente e econômica qual solução escolher na hora de contratar um serviço de armazenamento em nuvem. Faça suas contas e decida sabendo o que vale mais a pena para seu caso de uso. Perceba que o volume que considerei neste artigo pode ser pequeno se você usa a nuvem para armazenar filmes e outros arquivos mais pesados, mas aí cabe também uma pergunta: armazenar filmes em seu serviço de armazenamento na nuvem, é algo inteligente? Manter arquivos que você usará muito raramente, a maioria das vezes apenas uma vez, quando for assistir àquele filme, é algo que vale o dinheiro gasto? Fotos, você costuma guardar todas as que tira, mesmo as praticamente iguais, desfocadas ou tremidas? É importante pensar em como e o quanto você usa o armazenamento para economizar e ter um serviço que ofereça o que você precisa, nem muito a mais, nem nada a menos. 😉

Inté o próximo artigo!

Este é o segundo artigo de uma série que traz dicas de uso para o Gmail, o Drive, o Chrome (disponível aqui) e o próprio Google, sempre com foco em seus usos para tradutores e intérpretes. Se você tem alguma dica de plug-in, usos ou hacks e quer compartilhar com a comunidade de tradutores e intérpretes, comente abaixo e tentaremos incluir sua sugestão nos próximos artigos.

Deixe uma resposta